-OUROBOROSDOLAPSORAPTO-

Hoje eu vi o futuro
E enxerguei a inevitabilidade dos fatos
Como dois e dois são nenhum
E a moderação é tão exagerada

Você foi a vítima e o criminoso
A morte e o carrasco
Me sufocando com a minha tolice
Achando que iria me desmaiar

Todos aplaudiram o aparente espetáculo
O esperado assombro de um ser patético
Mas todos lacrimejaram com a morte
Outro ser como eu não existirá

E enxerguei ainda além
Como uma serpente e um boi
Me devoro e me castro
Construto d'Eus

Cada vez mais para dentro de mim
Um leito de morte ou de aguardo
Mas isto já não possui importância
Último sonho para quem me acordou

Hoje eu vi o futuro
E enxerguei a inevitabilidade dos fatos
Como dois e dois são nenhum
E a moderação é tão exagerada


Leave reply

Back to Top