-COMOVOCÊFOIPARARAÍ?-



Havia uma barata dançando no teto, mas não sei se isso importa ao certo.
Como de costume, Jake Raster relembrava e pensava à respeito de seus medos, suas decepções e seus defeitos.
Olhando para o teto, Jake ficou.
Ficou tanto tempo, que a gravidade mudou.
Gritou, gritou. Pulou, pulou e pulou. Mas de nada adiantou.
"E agora? O que fazer?" Se perguntou.

Correu pelo forro de madeira, sobre e sob, o chão do corredor.
Correu e correu, até que avistou um assustado Senhor.

"Senhor! Estou sob a nova lei da gravidade!"
Pois disse o Senhor:
"Isso não pode ser verdade!"
"Para mim também é novidade. Não se assuste bom Senhor, creia em sua sanidade!"
O Senhor o puxou, puxou e puxou. Mas de nada adiantou.

Em apenas três horas, todos os principais jornais do mundo já comentavam sobre o caso.
"Coisa do Diabo, não do acaso!"
Diziam os religiosos. Acho até que com atraso.

Andou, andou e andou. Depois de tanto andar, percebeu que "nada mudou".
Perdera o chão e ganhou o horror de tanta gente que logo exclamou:
"Esquisito? Anormal? Andar no teto é assim tão mau?
Muito foi falado, fui ofendido e apedrejado. Agora vejo que não há nada de errado!
Sou quem sou! Sou do teto, pois assim a vida me forjou.
Os seus olhos que não conseguem ver além!
Adeus à todos e passar bem."

Ao lado da barata e da lâmpada, em seu quarto adormeceu.
"Sou apenas diferente." Assim compreendeu.

Leave reply

Back to Top